CoverGuerrasSecretas

#006 e #007 – Marvel – Guerras Secretas – Parte 1 e Parte 2

 
Ficha Técnica
Compreende edições: Marvel Super Heroes: Secret Wars de 1 à 12
Ano de Publicação: 1984
Roteiro: Jim Shooter
Desenho: Mike Zeck e Bob Layton
Cores Originais: Christie Scheele
Editor Original: Tom DeFalco
Editor Chefe Original: Jim Shooter

A criação dessa saga deve ter surgido numa conversa mais ou menos assim:

Executivos da Mattel: Marvel, nós queremos lançar uma linha de bonecos com seus personagens. Temos certeza que vai dar muito dinheiro.
Executivos da Marvel: Com certeza, nós adoraríamos seu din… quer dizer, trabalhar com vocês nesse projeito.
Mattel: Só tem uma condição, Precisamos que sejam lançados quadrinhos antes. Com muita cobertura da mídia, que tenham quase seu catálogo todos de heróis e vilões.
Marvel: Mas como? E a história, e o roteiro? Como vou encaixar tantos personagens numa história só?
Mattel: Isso é problema seu, dá seus pulos. Nós queremos assim, senão nada feito.
Marvel: Tudo bem, vamos ver o que podemos fazer…
Mattel: Aé, nós fizemos uma pesquisa e as palavras “guerra” e “secreta” fazem muito sucesso com a criançada. Queremos isso no título também.
Marvel: Ok, acho que podemos trabalhar com isso. Eu acho…

A Mattel, que tinha acabado de obter as licenças para lançar os bonecos dos personagens da Marvel, fez uma encomenda para a editora que lançasse uma saga que envolvesse a maior parte dos personagens. Isso visava promover a linha de brinquedos e mostrar para o público os personagens que eram menos conhecidos. Os bonecos foram um fracasso, devido à qualidade, porém os quadrinhos foram um sucesso!

Deve ser difícil para alguns fãs ainda considerarem uma saga tão antiga com importância nos dias de hoje, mas ela teve muito para a Marvel. Apesar dela ter sido criada num cunho explicitamente comercial, ela se deu em meio um assombroso trabalho de sincronia de sagas de toda a editora, para que os personagens envolvidos ficassem “off” simultaneamente. Para uma editora gigante como a Marvel fazer isso foi necessário um trabalho hercúleo do editor-chefe Jim Shooter, que também é o escritor dessa saga de 12 volumes.

Marvel_Super_Heroes_Secret_Wars_Vol_1_4A história se inicia com os heróis e vilões sendo transportados para um planeta chamado Mundo de Batalha (que conveniente) por um ser super poderoso chamado Beyonder. Esse planeta foi construído com partes de outros mundos e ele explica que o vencedor desse torneio teria seu pedido, não importa qual fosse, realizado. Galactus logo parte para cima, porém é derrubado como uma mosca.  Os grupos se separam e as lutas vão se seguindo numa idas e vindas constantes. A parte mais dramática, na minha opinião é quando os heróis se veem abaixo de uma presos e com uma montanha sob as suas cabeças com o Hulk segurando tudo em suas costas. Com certeza Shooter deve ter se inspirado na mitologia grega de Atlas para escrever isso.

Justamente por ter sido tão extenso, a história se torna, muitas vezes enfadonha. Cheias de idas e vindas, batalhas sem sentido, e personagens sem motivação nenhuma para estar ali. Porque eles precisavam ter adicionado o Galactus lá? Quanta conveniência aquelas partes de mundo conterem tantos elementos impares, como a máquina que conserta uniformes!? E os X-Mens? Porque ficaram tão descaracterizados daquele jeito com o Professor Xavier voltando à ser autoritário? Enfim, a encheção de linguiça não teve fim nessa saga.

Nós recebemos essa saga somente em 1986 pela Editora Abril e, como a cronologia estava toda picotada na publicação por aqui, vários cortes tiveram que ocorrer na primeira edição. Isso visava esconder personagens que ainda não tinham sido apresentados ainda como o Homem de Ferro personificado pelo James Rhodes, por exemplo. Isso ainda não tinha acontecido na cronologia do Homem-de-Ferro publicada aqui, portanto os editores tiveram que fazer alterações na adaptação para esconder isso. Felizmente edições posteriores corrigiram isso, porém ainda é uma grande curiosidade a quantidade de picotes feitos.

Essa saga foi um grande “turning point” na Marvel porque algumas mudanças ocorreram nos personagens em suas séries regulares, por exemplo.

  • Novo uniforme do Homem-Aranha, que no futuro iria originar no simbionte e, consequentemente, no Venon;
  • Uma nova Mulher-Aranha é introduzida no Universo Marvel, substituição temporária de Jessica Drew;
  • O Coisa permanece no planeta para viver um pouco como Ben Grimm então Mulher-Hulk já volta à Terra como integrante do Quarteto Fantástico;
  • Colossus se apaixona pela alienígena Zsaji e acaba seu relacionamento com Kitty Pryde.

Para quem vai ler vai achar estranhar porque a fórmula de escrever HQs mudou muito nos últimos 33 anos, porém essa saga é essencial para qualquer pessoa que goste de quadrinhos e obrigatória na coleção de qualquer um. E para quem fala que a Marvel só copia a DC, saiba que Guerras das Infinitas Terras não existiram se não fosse essa saga da Casa das Ideias.

Nessa edição da Salvat eles resolveram fazer em duas edições, mas para quem não está colecionando vale a pena ir atrás da edição única lançada pela Panini. Inclusive essa versão tem como capa uma versão atualizada da capa clássica da primeiro edição de Guerras Secretas. Certeza que vai ficar bonito na sua estante 😉